convite_inovacoes-ncpc

Inovações do NCPC e sua praticidade no dia-a-dia dos departamentos jurídicos

Com o advento do NCPC e a crescente informatização do judiciário, os departamentos jurídicos (internos e externos) necessitam se adequar as mudanças introduzidas pela nova legislação processual, tornando ainda mais desafiadora a atuação jurídica contenciosa. O objetivo desta mesa de debates entre expositores e convidados, todos operadores do direito que atuam no contencioso cível, é discutir, pontuar e trocar impressões sobre aquilo que, até então, mais influencia o nosso dia-a-dia na condução dos processos....

moeda

Alterada a data para entrega da escrituração contábil fiscal

Foi publicado no dia 04 de maio de 2016, no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa RFB nº 1.633/2016, que altera a Instrução Normativa RFB nº 1.422/2013, para modificar a data de entrega da Escrituração Contábil Fiscal (ECF). Após a referida alteração ficou estabelecido que a ECF será transmitida anualmente ao Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) até o último dia útil do mês de julho do ano seguinte ao ano-calendário a que se refira, e não mais no último dia útil de junho, como determinava a norma reformada. Nos casos...

moeda

Tributação sobre integralização de capital social através de cessão de direitos de residente no exterior

No dia 24 de agosto de 2016 foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), o Ato declaratório Interpretativo (ADI) nº 7/2016.  O ADI dispõe sobre a incidência do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF) e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) na integralização de capital de pessoa jurídica no Brasil com cessão de direito por residente no exterior. A Receita Federal esclarece que o direito passível de transferência e utilizado para integralização de capital estaria sujeito ao ADI nº 7/2016. Desta forma, a operação em questão...

image003

Avaliação de riscos na gestão do contencioso

Um dos maiores desafios na gestão do contencioso hoje é apresentar um caminho jurídico para a condução dos negócios da Empresa que seja, na medida do possível, seguro e previsível e que aponte, objetivamente, os riscos jurídicos em cada decisão importante, alertando os administradores, o quanto antes, sobre os prováveis desfechos das ações judiciais. As normas e técnicas para essa avaliação de risco, no entanto, são pouco difundidas no meio jurídico, e o evento se propõe a apresentá-las de forma objetiva e clara....

moeda

Sua empresa está obrigada a entregar a DTTA?

A Declaração de Transferência de Titularidade de Ações – DTTA é uma obrigação fiscal acessória, relacionada ao cumprimento das normas do imposto de renda sobre ganho de capital com ações. A exigência da DTTA alcança, principalmente, as sociedades anônimas de capital fechado. De acordo com o artigo 5 da Lei 11.033/2014, na transferência de titularidade de ações negociadas fora da bolsa, sem intermediação, a entidade encarregada de seu registro deverá exigir o documento de arrecadação de receitas federais que comprove o pagamento do imposto de renda sobre o ganho de capital incidente na alienação ou declaração...

convite_direito-da-mulher

Direitos trabalhistas especiais da mulher

Como qualquer área do conhecimento jurídico, o Direito do Trabalho passa por constantes evoluções, dentre as quais se destaca o gradual surgimento, ao longo dos últimos setenta anos, de uma série de medidas protetivas voltadas especificamente às mulheres. Atualmente, em razão do considerável número dessas medidas, encrustradas não somente na atual Constituição da República, mas também em normas infraconstitucionais e até mesmo em tratados internacionais capitaneados pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), muitos operadores do direito já defendem o surgimento de um subsistema jurídico trabalhista próprio dedicado à mulher. No entanto, no...

Exterior

Por que repatriar os recursos mantidos no exterior?

Começou no dia 4 de abril e vai até 31 de outubro deste ano o prazo para adesão ao Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RERCT). Instituída em 14 de março de 2016, a Lei 13.254/16 já é conhecida como a Lei da Repatriação, pois permite a regularização de recursos, bens ou direitos remetidos ou mantidos no exterior ou repatriados por residentes ou domiciliados no país, que não tenham sido declarados ou que tenham sido declarados incorretamente. O RERCT, regulamentado pela Instrução Normativa RFB nº 1.627, é destinado às pessoas...

Sugestão Convite-01-01

Repatriação de recursos no exterior

A Lei n° 13.254/2016 instituiu o Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RERCT) para declaração voluntária de recursos, bens ou direitos de origem lícita não declarados, remetidos, mantidos no exterior ou repatriados por residentes ou domiciliados no País. Com a proximidade do encerramento do prazo para adesão ao RERCT, cujo prazo se encerra em 31/10/2016 e com a certeza de sua não prorrogação, faz-se necessária a análise imediata das questões envolvidas. Diante da complexidade da questão, sobretudo sob os prismas tributário e criminal, o evento tem por objetivo uma abordagem extremamente...

moeda

Decisão judicial isenta cliente do recolhimento da TSS

A Taxa de Saúde Suplementar – TSS é exigida para financiamento do exercício do poder de polícia da Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, autarquia sob o regime especial, vinculada ao Ministério da Saúde, criada pela Lei nº 9.961/2000. Seu fato gerador é a operação de “produto, serviço ou contrato com a finalidade de garantir a assistência à saúde visando a assistência médica, hospitalar ou odontológica”. A despeito das nobres razões de sua instituição, a TSS apresenta graves traços de inconstitucionalidade e ilegalidade, passíveis de questionamento jurídico. Neste sentido, recentemente, uma...